22 ótimos livros de fotografia

22 ótimos livros de fotografia

Livros de fotografia são itens que não podem faltar na minha biblioteca. Não digo que sou colecionador mas, sempre que possível, tento arrumar mais algum título. Acho que, assim como antologias de contos ou livros de poesia, são obras que gosto de pegar e simplesmente folhear, sem aquele compromisso de ir do início ao fim, sabe? Durante a faculdade tive algum contato com livros de fotografia, através de obras de teoria e história. Depois disso, comecei a me interessar bastante pelo assunto, especialmente por fotografias Continue lendo

Literatura marítima: 27 livros que você precisa conhecer

Literatura marítima: 27 livros que você precisa conhecer

O ato de contemplação do mar sempre foi um ingrediente fundamental na produção literária. Grandes autores e autoras se utilizaram dele como principal inspiração, produzindo livros maravilhosos e, muitas vezes, atemporais. Diversos são os clássicos da chamada “literatura marítima“. É o caso de títulos extremamente conhecidos, como “20 mil léguas submarinas”, “Moby Dick” e “Os trabalhadores do mar”. Escritores contemporâneos ainda bebem dessa fonte e conseguem, com muito sucesso, trazer ao público obras de qualidade. Já, como não poderia faltar, os autores nacionais também trabalham Continue lendo

[Vídeo] Feras de Lugar Nenhum – Resenha

[Vídeo] Feras de Lugar Nenhum – Resenha

Se inscreva no canal do Leia para Viver clicando aqui. Feras de Lugar Nenhum (Beasts of No Nation) é um pequeno livro escrito pelo nigeriano Uzodinma Iweala e publicado em 2005. Uma foto publicada por Leia para Viver (@leiaparaviver) em Nov 28, 2016 às 9:55 PST Na obra temos a história de Agu, um garoto que foi recrutado, de maneira forçada, por um grupo rebelde em plena guerra civil. Em 2015, a Netflix lançou uma adaptação da obra de Iweala, com direção de Cary Fukunaga Continue lendo

Sobre “Um Nazista em Copacabana”, de Ubiratan Muarrek

Sobre “Um Nazista em Copacabana”, de Ubiratan Muarrek

“Um Nazista em Copacabana” (2016) é um romance nacional, escrito pelo paulista Ubiratan Muarrek e publicado pela editora Rocco. Ao sair da Europa com o término da 2ª Guerra Mundial, o alemão Otto Funk viaja para o continente sul-americano com o objetivo de se estabelecer na cidade de Buenos Aires. Repentinamente, decide ficar no Brasil, local onde forma família com Iracema, uma manauara de personalidade forte. Pouco depois nasce sua filha, Diana. No entanto, Otto não é o protagonista ou o ponto central deste romance. Continue lendo

35 ótimos livros de escritores japoneses

35 ótimos livros de escritores japoneses

Muitos livros de escritores japoneses já foram traduzidos para o português. A cultura japonesa me fascina. Acho que desde pequeno venho cultivando um interesse profundo por muitas coisas de lá: idioma, história, música, cinema, animes, mangás, artes marciais, culinária etc. No caso específico da literatura japonesa, meu primeiro contato foi com o livro “Uma questão pessoal”, do Kenzaburo Oe. Depois desse, não parei mais. Preparar essa lista foi uma tarefa complicada já que, para quem gosta muito de um assunto, tudo relacionado a ele tem Continue lendo

Sobre “Um, dois e já”, de Inés Bortagaray

Sobre “Um, dois e já”, de Inés Bortagaray

Viajei bastante de carro durante a minha infância. Horas e horas de viagens, ansioso no banco de trás do carro, perguntando mil vez se já estava chegando. Uma criança insuportável, talvez rs. A leitura do livro “Um, dois e já”, da uruguaia Inés Bortagaray, fez com que eu me lembrasse de vários detalhes desses passeios. Esta escritora nasceu em 1975, na cidade de Salto, a segunda maior do Uruguai. Antes do livro “Um, dois e já” (“Prontos, listos, ya” – 2006), ela publicou uma coletânea Continue lendo

25 ótimos livros de escritores italianos contemporâneos

25 ótimos livros de escritores italianos contemporâneos

Os escritores italianos são, merecidamente, aclamados no mundo inteiro. Quem nunca ouviu falar de grandes autores clássicos como Dante Alighieri ou Giovanni Boccaccio? No século XX, entre os principais escritores italianos, temos nomes como Umberto Eco, Italo Calvino, Alberto Moravia, Natalia Ginzburg, entre muitos outros. Contudo, atualmente, como anda a literatura de lá? Quais os principais nomes e livros publicados? Para sair um pouco do habitual, separei uma lista com 25 livros de escritores italianos que merecem nossa atenção e que já foram traduzidos por Continue lendo

[Vídeo] Caninos Brancos – Resenha

[Vídeo] Caninos Brancos – Resenha

Se inscreva no canal do Leia para Viver clicando aqui. “Caninos Brancos”, de Jack London, foi publicado em 1906. O livro, dividido em cinco partes, conta a história de um lobo que, ainda filhote, foi capturado pelos homens e privado de sua liberdade. A edição da Penguin com a Companhia das Letras possui tradução de Sonia Moreira e introdução de Daniel Galera, autor do livro “Barba Ensopada de Sangue”. Uma foto publicada por Leia para Viver (@leiaparaviver) em Out 12, 2016 às 12:21 PDT Se Continue lendo

Clássicos da literatura de terror: 13 dicas de livros

Clássicos da literatura de terror: 13 dicas de livros

Literatura de terror no “mês do horror”. Nada mais adequado. Entrando no clima, preparei uma lista que une duas coisas que gosto bastante: livros clássicos + livros de terror. Minha pesquisa sobre clássicos da literatura de terror foi baseada em textos escritos nos séculos XVIII, XIX e primeiras décadas do XX. Me preocupei, primeiramente, em inserir alguns títulos fundamentais da chamada “literatura gótica”. Nesse sentido, entraram obras de escritores como Bram Stoker, Mary Shelley e Horace Walpole. Em seguida, busquei destacar alguns dos principais contistas Continue lendo

Algumas dicas para melhorar seu hábito de leitura

Algumas dicas para melhorar seu hábito de leitura

Estava pensando em como consegui melhorar meu hábito de leitura ao longo do tempo e cheguei a conclusão de que, mesmo sem perceber, tomei algumas atitudes que funcionaram muito bem. Como a maioria dos leitores, tive altos e baixos quando o assunto é regularidade na leitura. Confesso que não acredito muito naquela visão meio fantasiosa de que basta um dia frio ou chuvoso para você, automaticamente, pegar um livro e mergulhar na história como se não houvesse amanhã. Às vezes, manter o hábito de leitura Continue lendo