2 livros fundamentais para você conhecer o cotidiano norte-coreano

O cotidiano norte-coreano não é um dos temas mais tratados pelos meios de comunicação.

Felizmente, temos 2 ótimos livros para compreender um pouco mais sobre o dia a dia dos norte-coreanos: “Nada a invejar”, de Barbara Demick e “Fuga do campo 14”, de Blaine Harden.

Cotidiano norte-coreano

Se tem algum lugar que, de fato, parou no tempo, este se chama Coreia do Norte.

Desde a ascensão de Kim Il-sung (o “Presidente Eterno”), em 1948, até o atual governo de seu neto, Kim Jong-un, o regime norte-coreano nada mais é do que uma persistente tentativa de controle da massa através da propaganda, beneficiando a manutenção da política totalitarista de um dos países mais fechados do planeta.

Tal fato tem provocado um verdadeiro colapso nas condições de vida da sociedade ali presente, gerando, por consequência, inúmeras mortes, traumas e deserções.

Sempre tive uma curiosidade enorme por este país. Tem alguns anos que comecei a pesquisar e estudar um pouco sobre o assunto.

De início, as informações que encontrava na mídia eram, quase que exclusivamente, sobre os projetos nucleares daquele país ou as excentricidades dos seus governantes (que não são poucas).

“Falta algo ai”, eu pensava. Um país de mais de 23 milhões de habitantes não pode ser simplesmente isso. São escassas as notícias sobre o cotidiano na Coreia do Norte.

O dia a dia daquela sociedade não é devidamente tratado pelos meios de comunicação.

Obviamente que, por ser um país extremamente fechado para o mundo, obter esse tipo de informação torna-se mais complicado.

Mas, com uma pesquisa mais apurada, é possível encontrar conteúdos interessantes.

Um site em que achei bastante coisa foi o Vimeo. Boa parte dos vídeos são em inglês, mas isso não te impede de assistir se seu objetivo for apenas uma introdução.

Separei a página de pesquisa de lá com a palavra chave “North Korea”. Para escolher o que assistir, basta acessar clicando aqui.

Outra ótima fonte de informação vem dos livros. Separei 2 títulos que, ao meu ver, são fundamentais para se ter uma visão mais ampla daquele curioso país.

Nada a invejar – Vidas comuns na Coreia do Norte, de Barbara Demick (Companhia das Letras)

Um dos melhores livros publicados sobre o assunto até o momento.

Apresentando uma série de relatos de refugiados norte-coreanos, a jornalista norte-americana Barbara Demick, em sua obra “Nada a Invejar – Vidas Comuns na Coreia do Norte”, nos mostra, literalmente, como é ser norte-coreano.

O interessante deste livro é que a autora lida com diferentes classes sociais, nos mostrando as várias maneiras com que o regime norte-coreano interfere na vida das pessoas.

O ponto em comum entre os entrevistados pela escritora está no fato de que todos se tornaram refugiados.

É errado pensar que todos os dissidentes que saem daquele país são altamente politizados e, por se desiludir com o governo, resolveram tentar a sorte em outro lugar.

Alguns, de fato, ultrapassaram as fronteiras após concluir que o sistema político norte coreano está falido.

Contudo também tivemos casos de pessoas que nunca sequer pensaram nessa possibilidade, que eram adoradores do regime, mas que, de algum modo, saíram de lá.

Fuga do campo 14, de Blaine Harden (Intrínseca)

Se no livro da Barbara Demick temos uma visão de como o sistema trata sua sociedade, na obra de Blaine Harden, Fuga do campo 14, podemos entender como esse mesmo sistema lida com seus presos políticos.

Já aviso que este livro não é para todo mundo. Não por ser complexo e difícil de entender, mas sim por ser bastante pesado.

Temos torturas, traições, humilhações públicas etc. Tudo isso exposto para o leitor.

Prepare-se para levar tapas de realidade.

Ao meu ver, o pior não é nem ter o conhecimento desta brutalidade toda mas, sim, saber que existem pessoas passando por isso no exato instante em que você está lendo este texto.

Na obra, o autor conta a jornada de Shin Dong-hyuk, norte-coreano que conseguiu fugir do chamado Campo 14, um dos piores campos de trabalho existentes na Coreia do Norte.

Shin nasceu neste campo, tendo passado 23 anos apenas conhecendo o que havia ali dentro.

A visão de mundo dele era extremamente limitada e, se não bastasse, completamente manipulada pelo próprio governo.

Até que, em certo momento, Shin começa a saber da existência de um outro “planeta”, um lugar com liberdades individuais, onde é possível ir e vir sem ser fiscalizado,  dar sua opinião sobre as coisas etc.

Essa outra realidade torna-se uma fixação para ele, o que provoca o desejo de fugir daquele local o mais rápido possível.


A Coreia do Norte é, sem dúvida, um lugar extremamente diferente dos demais.

Conhecer um pouco mais sobre este país provavelmente tirará você da zona de conforto. Contudo, isso também será útil para ampliar sua visão de mundo.


Se desejar adquirir os livros “Nada a invejar” e “Fuga do campo 14” , clique nas imagens abaixo e compre no site da Amazon (BR):

Confira mais livros sobre a Coreia do Norte disponíveis na Amazon (BR):
Para poder viver: A jornada de uma garota norte-coreana para a liberdade
Querido Líder
Dentro do segredo – Uma viagem pela Coreia do Norte
Uma Produção de Kim Jong-il

Obs: ao comprar através dos links acima, você está ajudando na manutenção deste blog (Leia para Viver) e respectivos canais. Receberei uma pequena comissão pela venda.

Deixe uma resposta