Charles Bukowski – 9 livros que você não pode deixar de ler

Charles Bukowski é, sem dúvida, um dos escritores mais aclamados e lidos da atualidade.

Em 1922, com apenas 2 anos de idade, o jovem Charles Bukowski (na época chamado de Heinrich Karl Bukowski) saiu da Alemanha rumo aos Estados Unidos, junto de sua família.

Foi com o objetivo de parecer mais norte-americano que seus pais começaram a chamá-lo de Henry Charles Bukowski.

charles bukowski

“Alguns nunca enlouquecem. Que vida horrível eles devem levar.” – Charles Bukowski

A vida de Bukowski não foi fácil desde o início.

Seu pai, por exemplo, era bastante autoritário. Quando ficou desempregado, se embebedava e, com frequência, descontava sua raiva tanto no filho quanto na esposa.

Na adolescência, Charles Bukowski teve poucos amigos.

Além disso, era atormentado por uma acne bastante agressiva, que cobria seu rosto e obrigava-o a realizar constantes tratamentos no hospital.

Essa condição provocou no jovem o sentimento de que ele era indesejado, inadequado e estranho.

Em busca de refúgio, encontrou duas fontes de alívio.

A primeira veio através da escrita.

A segunda veio através do álcool.

Já com 19 anos, Charles Bukowski tenta iniciar uma carreira no jornalismo mas acaba desistindo.

Para conseguir dinheiro, trabalha nas mais variadas atividades, como faxineiro, caminhoneiro, frentista, carteiro etc.

charles bukowski

Bukowski criou o hábito de escrever, conseguindo algumas publicações aqui, outras ali.

No entanto, sua notoriedade veio mesmo quando começou a publicar histórias protagonizadas por seu alter ego “Henry Chinaski”, personagem presente na maioria de seus livros.

Os livros de Charles Bukowski sempre tiveram um caráter profundamente pessoal, autobiográfico e imediatista, trabalhando temas como bebedeiras, corridas de cavalos, prostitutas, sexo, entre outros.

Ninguém melhor que ele apresentou a outra face do chamado “sonho americano”. Existe, em suas obras, uma clara preocupação em expor aqueles que são marginalizados pela sociedade.


Aproveite e veja também:


Confira a lista com 9 livros de Charles Bukowski que você não pode deixar de ler

  • Hollywood

Editora: L&PM
Ano da publicação no Brasil: 1998
Páginas: 224

“Hollywood” é considerado, por muitos, como um dos principais livros de Charles Bukowski. A obra, protagonizada por Henry Chinaski, foi baseada na experiência do escritor ao produzir um argumento para o filme Barfly (1987), estrelado por Faye Dunaway e Mickey Rourke. O livro narra a história de um escritor que, para receber uma enorme quantia em dinheiro, monta um roteiro de cinema.

– Para ler a sinopse ou comprar o livro, acesse o link da Amazon (BR): http://amzn.to/2bWa4Vh

– Livro no Submarino: http://compre.vc/s/fbd18707

– Livro na Travessa: http://compre.vc/s/3a7e8d35

 

  • Pulp

Editora: L&PM
Ano da publicação no Brasil: 2009
Páginas: 176

“Pulp” foi o último livro de Charles Bukowski. O escritor faleceu, vítima de leucemia, poucos tempo após escrever esta obra. O título da obra é uma homenagem as antigas pulp magazines, revistas de ficção de baixa qualidade que foram publicadas entre o final do séc. XIX e a década de 1950. O protagonista da história é Nick Belane, detetive convocado para solucionar casos incomuns.

– Para ler a sinopse ou comprar o livro, acesse o link da Amazon (BR): http://amzn.to/2cpz8W2

– Livro no Submarino: http://compre.vc/s/02b49cf1

– Livro na Travessa: http://compre.vc/s/49e851ee

 

  • Factótum

Editora: L&PM
Ano da publicação no Brasil: 2007
Páginas: 184

Publicado em 1975, é o segundo romance escrito por Bukowski. Após ser recusado para o serviço militar, Henry Chinaski tenta publicar seus escritos enquanto troca constantemente de emprego e vive em condições precárias. “Factótum” foi adaptado para o cinema em 2005, com atuações de Matt Dillon, Lili Taylor e Marisa Tomei.

– Para ler a sinopse ou comprar o livro, acesse o link da Amazon (BR): http://amzn.to/2c43dvv

– Livro no Submarino: http://compre.vc/s/7cf79dcb

– Livro na Livraria da Folha: http://compre.vc/s/11f333a1

 

  • Crônica de um amor louco

Editora: L&PM
Ano da publicação no Brasil: 2007
Páginas: 320

Primeira parte da série “Ereções, ejaculações e exibicionismos”, o livro “Crônica de um amor louco” reúne vários contos que transmitem praticamente tudo o que Bukowski sempre procurou abordar: personagens marginalizados, sexo, bebidas, hotéis de 3ª categoria, entre outros.

– Para ler a sinopse ou comprar o livro, acesse o link da Amazon (BR): http://amzn.to/2bWbfE8

– Livro no Submarino: http://compre.vc/s/6c105107

– Livro na Travessa: http://compre.vc/s/0a02e131

 

  • Fabulário geral do delírio cotidiano

Editora: L&PM
Ano da publicação no Brasil:2007
Páginas: 237

O livro “Fabulário geral do delírio cotidiano”, segunda parte da série “Ereções, ejaculações e exibicionismos”, contém mais de 30 contos e segue lógica do primeiro volume.

– Para ler a sinopse ou comprar o livro, acesse o link da Amazon (BR): http://amzn.to/2bVy9wP

– Livro no Submarino: http://compre.vc/s/4b4338d6

– Livro na Livraria da Folha: http://compre.vc/s/ded66dee

 

  • Misto-Quente

Editora: L&PM
Ano da publicação no Brasil: 2005
Páginas: 320

Outro título fundamental de Bukowski é “Misto-Quente”, uma obra autobiográfica e, também, um romance de formação. Escrito em 1ª pessoa, o livro fala da infância de Henry Chinaski, em Los Angeles, durante os anos da Grande Depressão de 1929. Vivendo na pobreza, Henry ainda tinha que conviver com seu pai autoritário e com sérios problemas com espinhas.

– Para ler a sinopse ou comprar o livro, acesse o link da Amazon (BR): http://amzn.to/2cqpllm

– Livro na Saraiva: http://compre.vc/s/284425de

– Livro na Livraria da Folha: http://compre.vc/s/d09f4b48

 

  • Cartas na rua

Editora: L&PM
Ano da publicação no Brasil: 2011
Páginas: 192

“Cartas na rua” é o primeiro romance de Charles Bukowski. Nesta obra, o alter ego do escritor, Henry Chinaski, fala sobre a cansativa rotina de seu trabalho nos Correios. O próprio Bukowski, em 1952, começou a trabalhar como carteiro no serviço postal dos Estados Unidos, permanecendo nessa profissão por cerca de 3 anos.

– Para ler a sinopse ou comprar o livro, acesse o link da Amazon (BR): http://amzn.to/2csrCut

– Livro na Travessa: http://compre.vc/s/dcc01f1e

 

  • Queimando na água, afogando-se na chama

Editora: L&PM
Ano da publicação no Brasil: 2015
Páginas: 380

Em “Queimando na água, afogando-se na chama” temos uma série de poemas produzidos por Charles Bukowski entre os anos de 1955 e 1973, enquanto ainda era um escritor pouco conhecido no cenário norte-americano.

– Para ler a sinopse ou comprar o livro, acesse o link da Amazon (BR): http://amzn.to/2cFkAl5

– Livro no Submarino: http://compre.vc/s/48041725

– Livro na Saraiva: http://compre.vc/s/d3444ead

 

  • As pessoas parecem flores finalmente

Editora: L&PM
Ano da publicação no Brasil: 2015
Páginas: 304

“As pessoas parecem flores finalmente” é um livro com diversos poemas inéditos de Charles Bukowski, publicado após sua morte e com grande aceitação da crítica.

– Para ler a sinopse ou comprar o livro, acesse o link da Amazon (BR): http://amzn.to/2cFkeLo

– Livro no Submarino: http://compre.vc/s/a65e4d82

– Livro na Saraiva: http://compre.vc/s/20540e29


Obs: ao comprar através dos links acima, você está ajudando na manutenção deste blog (Leia para Viver) e respectivos canais.

3 Comentários


  1. Fora esses, também deve-se lembrar de Mulheres, Notas de um Velho Safado, e o Capitão Saiu Para o Almoço, esse último é bem deprê, você vê o Buk na dele, esperando pela morte enquanto escrevia e ia a corridas de cavalo.

    Responder

  2. Que “legal”, pego os dois que tenho na minha estante pra conferir e ambos não estão entre os 9. rsrs

    Responder

Deixe uma resposta