outubro 2016

Sobre “Um, dois e já”, de Inés Bortagaray

Sobre “Um, dois e já”, de Inés Bortagaray

Viajei bastante de carro durante a minha infância. Horas e horas de viagens, ansioso no banco de trás do carro, perguntando mil vez se já estava chegando. Uma criança insuportável, talvez rs. A leitura do livro “Um, dois e já”, da uruguaia Inés Bortagaray, fez com que eu me lembrasse de vários detalhes desses passeios. Esta escritora nasceu em 1975, na cidade de Salto, a segunda maior do Uruguai. Antes do livro “Um, dois e já” (“Prontos, listos, ya” – 2006), ela publicou uma coletânea Continue lendo

25 ótimos livros de escritores italianos contemporâneos

25 ótimos livros de escritores italianos contemporâneos

Os escritores italianos são, merecidamente, aclamados no mundo inteiro. Quem nunca ouviu falar de grandes autores clássicos como Dante Alighieri ou Giovanni Boccaccio? No século XX, entre os principais escritores italianos, temos nomes como Umberto Eco, Italo Calvino, Alberto Moravia, Natalia Ginzburg, entre muitos outros. Contudo, atualmente, como anda a literatura de lá? Quais os principais nomes e livros publicados? Para sair um pouco do habitual, separei uma lista com 25 livros de escritores italianos que merecem nossa atenção e que já foram traduzidos por Continue lendo

[Vídeo] Caninos Brancos – Resenha

[Vídeo] Caninos Brancos – Resenha

Se inscreva no canal do Leia para Viver clicando aqui. “Caninos Brancos”, de Jack London, foi publicado em 1906. O livro, dividido em cinco partes, conta a história de um lobo que, ainda filhote, foi capturado pelos homens e privado de sua liberdade. A edição da Penguin com a Companhia das Letras possui tradução de Sonia Moreira e introdução de Daniel Galera, autor do livro “Barba Ensopada de Sangue”. Uma foto publicada por Leia para Viver (@leiaparaviver) em Out 12, 2016 às 12:21 PDT Se Continue lendo

Clássicos da literatura de terror: 13 dicas de livros

Clássicos da literatura de terror: 13 dicas de livros

Literatura de terror no “mês do horror”. Nada mais adequado. Entrando no clima, preparei uma lista que une duas coisas que gosto bastante: livros clássicos + livros de terror. Minha pesquisa sobre clássicos da literatura de terror foi baseada em textos escritos nos séculos XVIII, XIX e primeiras décadas do XX. Me preocupei, primeiramente, em inserir alguns títulos fundamentais da chamada “literatura gótica”. Nesse sentido, entraram obras de escritores como Bram Stoker, Mary Shelley e Horace Walpole. Em seguida, busquei destacar alguns dos principais contistas Continue lendo

Algumas dicas para melhorar seu hábito de leitura

Algumas dicas para melhorar seu hábito de leitura

Estava pensando em como consegui melhorar meu hábito de leitura ao longo do tempo e cheguei a conclusão de que, mesmo sem perceber, tomei algumas atitudes que funcionaram muito bem. Como a maioria dos leitores, tive altos e baixos quando o assunto é regularidade na leitura. Confesso que não acredito muito naquela visão meio fantasiosa de que basta um dia frio ou chuvoso para você, automaticamente, pegar um livro e mergulhar na história como se não houvesse amanhã. Às vezes, manter o hábito de leitura Continue lendo

Conheça a biblioteca do Trinity College

Conheça a biblioteca do Trinity College

Dublin, capital e maior cidade da atual República da Irlanda, é a terra de grandes nomes da literatura mundial. Mestres da ficção gótica nasceram lá. Por exemplo: Bram Stoker, autor de “Drácula” (1897), e também Sheridan Le Fanu, que escreveu “Carmilla – A vampira de Karnstein” (1872). Grandes dramaturgos como George Bernard Shaw e Samuel Beckett são dessa cidade. É o caso também de Oscar Wilde, que foi dramaturgo mas se tornou célebre pelo romance “O Retrato de Dorian Gray” (1890). Por fim, impossível não Continue lendo

[Vídeo] Sono – Resenha

[Vídeo] Sono – Resenha

Se inscreva no canal do Leia para Viver clicando aqui. Sono, de Haruki Murakami (Alfaguara, 2015), possui tradução do japonês de Lica Hashimoto e ilustrações de Kat Menschik. Murakami é, possivelmente, o escritor japonês mais conhecido em atividade, com uma legião fiel de fãs tanto no próprio Japão quanto no resto do mundo. Escreveu livros como “Kafka à Beira-mar”, “Após o anoitecer”, a trilogia “1Q84”, “Minha querida Sputnik”, entre outros Este pequeno livro, de capa dura, conta a história de uma dona de casa que Continue lendo

10 ótimos livros de escritores franceses contemporâneos

10 ótimos livros de escritores franceses contemporâneos

Quando o assunto é literatura, pouquíssimos locais possuem tantos escritores renomados como a França. São tantos autores de peso que fica fácil perder a conta. Entre o século XIX e parte do XX temos, por exemplo: Victor Hugo Honoré de Balzac Gustave Flaubert Colette Marcel Proust Júlio Verne Alexandre Dumas (Pai) Anaïs Nin Charles Baudelaire Stendhal Marguerite Duras Émile Zola Simone de Beauvoir Antoine de Saint-Exupéry Albert Camus Isso só para citar alguns. Mas e quando falamos de escritores franceses contemporâneos? Quais você conhece? Atualmente, Continue lendo